5 dicas para elaborar um cronograma de atualização para o próximo semestre

O recesso de meio de ano é tempo de relaxar, mas também de se preparar para os desafios que os próximos meses de sala de aula trarão. Confira algumas dicas para elaborar um cronograma de atualização e continuar se superando como professor.

 

Atualmente, em qualquer profissão, com a dinâmica de troca e renovação constantes de conhecimentos em que vivemos, é indispensável o esforço de manter-se atualizado em sua área. Quando essa área é a do ensino, o desafio é ainda maior, pois depende diretamente do professor o repasse sistemático das novidades e descobertas científicas sobre o tema do qual trata. A atualização docente vai além de uma atividade extracurricular e deve também ser enxergada como parte de seu trabalho diário. Por isso, além dos treinamentos, encontros e workshops oferecidos dentro da escola em que atua, é preciso fazer mais, ir além. Este período de férias de meio de ano pode ser uma oportunidade interessante para organizar uma agenda de atividades para o próximo semestre e pôr em dia as leituras que estão atrasadas. Comas seguintes dicas, é possível criar uma grade de atualização que seja compatível com suas outras atividades profissionais à longo prazo.

  • Sistematize suas leituras atrasadas e tente vencê-las durante este período de descanso: claro que não deu tempo de ler tudo aquilo que você queria nesses últimos meses, com a correria e o cansaço do dia a dia, isso nem sempre é possível. Mas agora, em algumas semanas de descanso, é possível recapitular aquilo que ficou pela metade e terminar as leituras que você acredita serem benéficas para a sua atualização. Também tente ler coisas que distraiam e entretenham seu recesso, pois, querendo ou não, este é um período para também relaxar um pouco.
  • Procure leituras de novos artigos, livros e estudos relevantes para a sua área e que podem contribuir para a sua atualização: títulos novos, ou artigos recém-saídos em publicações científicas, faça uma lista com as leituras que podem ser pertinentes para você durante os próximos meses e as planeje de acordo com a sua disponibilidade. Por exemplo, monte um cronograma para a leitura de uma obra e um artigo para cada mês a partir de agosto, ou de dois ou mais, dependendo do seu fôlego e tempo livre. Mas não deixe de se planejar.
    Procure congressos, colóquios e encontros já programados: a maioria dos eventos acadêmicos são planejados e divulgados com bastante antecedência.
  • Tire um dia para dedicar-se a esse tipo de planejamento, procurando eventos da sua área que acontecerão tanto na sua cidade como em outras e qual seria a relevância de comparecer a eles. Faça uma lista, escolha aqueles que são mais interessantes ou financeiramente possíveis, inscrevendo-se em pelo menos um ou dois entre eles.
  • Reveja os desafios enfrentados nesse último semestre, procurando traçar os pontos positivos e negativos que você vivenciou, desenvolvendo estratégias para melhorá-los no próximo: tente organizar em um papel quais foram os principais desafios vencidos ou frustrados que ocorreram nos últimos meses dentro da sua prática em sala de aula. Listando-os, você consegue atingir um raciocínio coerente sobre quais estratégias deram certo e mantê-las, assim como tentar desenvolver novas formas de abordagem, avaliação ou didática para o próximo semestre.
  • Procure outros colegas professores e veja se suas percepções convergem em algum ponto. Juntos, vocês podem ajudar-se na elaboração de novos parâmetros e metas, assim como poderão trabalhar juntos na conquista destes mais para frente.
  • Escreva sobre alguma questão relativa à sua experiência em sala de aula e tente transformá-la em um artigo ou ensaio científico: aquele problema sobre didática, avaliação ou aprendizado que foi notado na sua experiência recente pode virar conhecimento e circular em revistas ou eventos acadêmicos para auxiliar outros professores. Por isso, é importante sempre escrever sobre suas experiências mais importantes na prática em sala de aula. Elas não só legitimarão seu conhecimento como também podem ser relevantes para outros colegas. Este item está ligado ao item 3, relativo à participação em eventos acadêmicos. Você pode frequentá-los apenas como ouvinte, mas certamente a experiência se tornará mais rica se também compartilhar a sua com seus pares, ajudando na formação do conhecimento em conjunto.
Texto produzido pela equipe da Futuro Eventos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECEBA NOSSO CONTEÚDO EXCLUSIVO.