Adaptação à realidade;

Diversidade de conhecimentos compartilhada; Incentivo para o crescimento da empresa.

Mas isso só acontece se os líderes da empresa estiverem observando de perto tudo que está acontecendo, caso contrário, os conflitos podem virar uma bola de neve e prejudicar a empresa como um todo.

Portanto, cabe a liderança tomar atitudes pontuais para administrar os conflitos de forma que a paz volte a reinar na empresa e o bom senso possa prevalecer.

E também é de responsabilidade dos líderes promoverem reuniões de emergência, quando se fizer necessário, para que assuntos mais delicados não se arrastem por muito tempo afetando a todos de forma que seus líderes percam o seu poder de liderança simplesmente por não tomarem atitudes rápidos e certeiras.

Os conflitos nas empresas são inevitáveis, mas saber conviver com eles de forma democrática é de suma importância para que a empresa não seja prejudicada.

Coach, Escritor, Consultor e Palestrante de Alto Impacto. MBA em Gestão de Recursos Humanos.
eugeniosq@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECEBA NOSSO CONTEÚDO EXCLUSIVO.