5 atitudes para tomar decisões mais eficazes

Ponderando intuição com informação, é possível tomar decisões de forma mais eficaz e segura. Confira 5 atitudes que podem contribuir para o desenvolvimento dessa habilidade.

 

 

 

A habilidade de tomar decisões de maneira mais eficaz é um quesito essencial para tornar-se mais produtivo e inspirar segurança nos outros, seja no âmbito profissional ou pessoal. Na verdade, saber como ponderar sua intuição com as informações que se apresentam à sua frente é a chave para tornar-se uma pessoa mais segura a cada nova bifurcação de percurso que surge em sua caminhada.

Deste modo, podemos definir essa habilidade como uma combinação entre as informações disponíveis factualmente e a intuição — sentimento subjetivo que é sempre relevante dentro de uma situação problema, especialmente quando sua possível solução não permite uma previsão muito acurada.

Esse poder de decisão é uma habilidade que pode ser treinada por qualquer profissional, principalmente entre aqueles que ocupam cargos de liderança dentro de seu ambiente de trabalho, uma vez que normalmente está em suas mãos a escolha pelo caminho que será seguido por todo um time. De qualquer forma, todos que aspiram conquistar cargos de liderança devem também exercitar de modo prático essa habilidade, conforme o desenvolvimento de sua carreira. Existem algumas atitudes que contribuem para isso:

 

  • Também considere sua intuição como parte de sua inteligência: nossa tendência é a de valorizar o pensamento racional baseado em dados e informações factuais, deixando de lado qualquer tipo de lógica subjetiva dentro de nossas decisões. No entanto, a neurociência já provou que a intuição é parte essencial do processo cognitivo de qualquer ser humano. A intuição provém de informações armazenadas em nosso cérebro que não conseguimos acessar direta e claramente, mas que se manifestam por alguma razão, literalmente.

 

  • Não se baseie somente em dados exatos: ou, pelo menos, coloque-os em perspectiva. Tenha sempre em mente o preceito bastante simples de que o futuro difere do passado, de que nada se repete exatamente como o evento anterior. Então, mesmo qualquer previsão majoritariamente positiva deve ser encarada com precaução. Mas isso não significa que tudo deve ser feito aleatoriamente, já que o futuro nunca imita o passado, muito pelo contrário, dados e modelos anteriores são importantíssimos nas tomadas de decisões de um gestor, mas não são as únicas variáveis a serem consideradas.

 

  • Reúna toda a informação necessária e relaxe um pouco antes de tomar a decisão: toda decisão tomada sob pressão perde um pouco de sua eficiência. É aquela velha máxima de que determinada, situação quando vista de fora, parece mais simples.Tente sempre se afastar um pouco do problema ou frear seu envolvimento com ele, se possível, por pelo menos uma boa noite de sono antes de sua decisão final.

 

  • Cuidado para não pensar demais: concentrar toda sua atenção em apenas um problema, muitas vezes, faz com que ele pareça mais grave do que realmente é. Então, cuidado para que os pensamentos que cercam sua decisão não se tornem uma ideia fixa que comprometa os resultados. Sempre que você sentir que isto está ocorrendo, tire um intervalo para relaxar a cabeça. Em seguida, dê um passo para trás e tente entender o que está te impedindo de prosseguir.

 

  • Não tenha medo de arriscar: qualquer profissional que queira crescer na carreira precisa sair de sua zona de conforto. Toda decisão, por mais acurada que pareça, traz riscos. Tomar uma posição de liderança que identifique problemas e busque soluções, invariavelmente, envolve correr riscos. Lembre-se: assumir riscos é um dos ingredientes essenciais para a inovação.
Texto produzido pela equipe da Futuro Eventos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECEBA NOSSO CONTEÚDO EXCLUSIVO.