Prevenindo o bullying com a colaboração dos alunos

Envolver os próprios alunos no combate ao bullying pode ser uma medida efetiva para erradicar o problema e criar lideranças positivas no ambiente escolar.

Mais do que medidas punitivas ou restritivas com relação aos casos de bullying que possam existir dentro de uma instituição de ensino, a melhor maneira de prevenir esse mal consiste em estabelecer uma parceria entre professores, funcionários e, principalmente, alunos. Assim, todos trabalhando de maneira integrada, os resultados podem ser mais positivos dentro da comunidade escolar.

O primeiro passo deve partir dos professores, ao determinarem um diálogo aberto e claro sobre o problema. É preciso esclarecer as concepções dos alunos sobre o bullying e quais são os limites das brincadeiras que eles podem praticar com seus colegas de escola. Nem sempre este limite está claro para as crianças e jovens, muitas vezes, devido à própria educação que recebem em casa. Por isso, cabe à escola delimitar o conceito de cidadania e respeito que para muitos alunos pode ainda ser inadequada.

Atividades complementares dentro do plano de aulas podem contribuir para que os estudantes vislumbrem com maior clareza o conceito de respeito dentro da sociedade: por exemplo, o professor pode sugerir dinâmicas em grupo que proponham certos problemas que só podem ser resolvidos se a turma de alunos chegar a um consenso, gerando o debate, a exposição das opiniões próprias e o respeito à opinião dos outros. Essa é uma forma de exercer a cidadania dentro de sala de aula. As lições aprendidas dentro dessas atividades devem então ser empregadas dentro do ambiente escolar e fora dele.

Dentre os estudantes mais esclarecidos e promotores do respeito e da cidadania dentro da comunidade escolar, pode-se escolher alguns que se firmem como lideranças positivas no combate ao bullying dentro da escola. Esses alunos podem apoiar os colegas que são vítimas da prática, auxiliando-os a lidar com o problema, interferindo nos casos extremos de desrespeito e estimulando a denúncia do bullying para os professores e funcionários da escola. É preciso que não se naturalize o bullying como algo normal entre crianças e adolescentes e, para isso, reportar casos é essencial para manutenção da cidadania dentro do ambiente escolar. Assim, a formação de lideranças positivas entre os próprios alunos é a forma mais eficaz de descobrir e sanar casos de bullying. Antes mesmo que algum professor ou funcionário perceba uma ocorrência dentre os estudantes, o aluno, que está inserido naquele meio, já o perceberá e poderá ajudar a sanar o problema. Caso contrário, professores e funcionários poderão intervir para resolvê-lo.

O envolvimento dos alunos no combate ao bullying é uma medida que não só ajuda a erradicar esse mal pela raiz, como também estimula o desenvolvimento de liderança e cooperação entre os estudantes. Afinal, não há melhor forma de respeito do que aquela que se aprende de igual para igual.

Texto produzido pela equipe da Futuro Eventos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECEBA NOSSO CONTEÚDO EXCLUSIVO.