Ficar o dia inteiro na escola é muito chato!

Três ingredientes essenciais para tornar a escola de tempo integral uma realidade no seu município: planejamento, cooperação e comprometimento.

Por uma perplexidade, angústia ou ansiedade, há municípios que deixam de lado a troca de experiências com outra cidade, que conseguiriam tirar do papel, o projeto de escola integral. Por medo de errar, alguns líderes e gestores não integralizam uma politica de articulação intersetorial, impedindo de transformar a escola de tempo integral uma realidade. 

  • Quando há planejamento, cooperação e comprometimento, torna-se real o envolvimento das pessoas e evidencia de maneira prática, o compromisso da escola em dialogar com outras áreas e disciplina da formação humana.Quando há planejamento as etapas para concretizar esse projeto tornam-se mais visíveis, deixando de ser somente promessas. O planejamento fortalece expressivos resultados para coibir a vulnerabilidade de crianças, adolescentes e jovens, garantindo uma educação de qualidade que manterá o aluno dentro da escola e diminuirá o abandono escolar. É uma etapa burocrática, mas essencial para buscar recursos financeiros, envolver a comunidade e as lideranças políticas.
  • A cooperação de várias áreas da educação para oferecer música, dança, língua estrangeira, arte, novas tecnologias e uma série de atividades com o propósito de aumentar a oferta educativa nas escolas. A força da cooperação favorece o desenvolvimento da razão, principal fator diferenciador entre o ser humano e os animais, conquistada e desenvolvida com a educação.
  • O nível de comprometimento está relacionado com a vontade de fazer acontecer. Quando há vontade de tornar realidade a escola de tempo integral, problemas de conflitos pessoais precisam ser deixados de lado, pois é necessário uma intensidade de esforço individual e coletivo para identificar e encontrar soluções.

A educação integral reconhece e compartilha oportunidades educativas. Algumas pessoas podem falar que é difícil colocar em prática esse projeto, principalmente por um abissal desconhecimento e não serem capazes de ouvir os inúmeros relatos que conquistarem êxito.

E quando o medo assopra no seu ouvido que é mais fácil desistir de um projeto desse nível, lembre-se desta minha frase: “O medo de fracassar levou inúmeras pessoas a desistirem da concretização dos seus sonhos”.

Mestre em Administração de Empresas, Pós graduado em Gestão de Pessoas. Bacharel em Comunicação Social. Professor, Palestrante e Mágico
dalmir@dalmir.com.br 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECEBA NOSSO CONTEÚDO EXCLUSIVO.