A importância da relação entre escola pública e sua comunidade

Mais do que apenas educar crianças e adolescentes, as escolas públicas também são pontos que irradiam conhecimento e apoio à comunidade que a rodeia. A importância entre escola e sociedade deveria ser parâmetro obrigatório na construção de uma sociedade mais igualitária e justa dentro das políticas de gestão educacionais.

 

Quando pensamos na escola pública e em sua relação com a comunidade que a rodeia, nem sempre damos a devida atenção àtroca sinérgica de conhecimento e cidadania que essa aproximação pressupõe. A escola forma cidadãos, é o primeiro espaço de socialização e reconhecimento do outro como um igual que a criança experimenta.A vida em sociedade é muito diferente da convivência familiar, pois presume uma série de códigos de conduta que nem sempre são necessários ou até mesmo vivenciados dentro do lar. Se em sociedade devemos tratar o outro como igual, isso diz mais respeito aos direitos e deveres relacionados à cidadania e à inclusão de todos. Na verdade, somos iguais na condição de cidadãos, mas únicos como indivíduos. E este paradoxo de alteridade que é importante ser esclarecido dentro da escola. No entanto, para isso, é preciso que esta tenha noção da importância de sua participação e atuação dentro da comunidade em que está inserida.

O isolamento estrutural da escola pública
Dentro da escola, desde os primeiros anos de formação da criança, é possível imputar em sua educação valores essenciais que a tornarão um indivíduo ciente de suas responsabilidades, deveres e direitos para com o outro como indivíduo e de sua atuação dentro da sociedade. Por isso é tão importante a inclusão da família e das demais pessoas que fazem parte da comunidade em que a escola está inserida. Infelizmente, as escolas públicas brasileiras ainda seguem um modelo prussiano datado da metade do século XIX, em que tais instituições eram regidas por um paradigma militar de ensino, com muros que a separavam do resto da comunidade. Ainda levará tempo para que essa mentalidade que isola a escola de seu entorno social seja superada, mas é preciso atentar para que tais muros sejam pouco a pouco reduzidos e que o contato seja cada vez mais próximo.

A responsabilidade de gestores educacionais e do governo
Por isso, dentro da gestão de cada escola pública é preciso estar internalizada a ideia de que a comunidade que a cerca também faz parte de seu campo de atuação, na construção e reafirmação de suas características próprias e na tentativa de solução ou ao menos esclarecimento de seus problemas sociais, para que sejam trabalhados dentro da instituição e, principalmente, na formação de seus alunos e no contato regular com suas famílias. A gestão de uma escola pública implica a responsabilidade para com a comunidade que a cerca. Por conseguinte, é também preciso que prefeituras e governos estaduais tenham esta meta em vista: a de que a construção, troca de conhecimentos e apoio às comunidades que se encontram no entorno de suas escolas também são parte de seus deveres no âmbito educacional. Sem a transformação que irradia a partir do conhecimento e acolhimento fornecido pela escola, fica difícil vislumbrarmos um futuro melhor para as futuras gerações. Mas é preciso começar aos poucos, a partir de cada pequeno núcleo social que rodeia cada escola. Com o esforço sincrônico das instituições, os resultados, ainda que a longo prazo, serão percebidos.

Texto produzido pela equipe da Futuro Eventos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECEBA NOSSO CONTEÚDO EXCLUSIVO.