Por uma educação que ensina a sonhar. Como o professor pode apontar o caminho certo?

Christian Barbosa

Se existe uma pessoa que pode transformar toda a história de uma criança, essa sem dúvida nenhuma é o professor. Eu sou grato a minha professora Yasmin, que na 1ª série do antigo primeiro grau, ajudou a reforçar meu sonho de ser empreendedor.


Eu tinha 7 anos de idade, tinha visitado com meu pai uma loja de informática em São Paulo, naquele ano de 1986, um computador era coisa rara. Nesse dia eu decidi que ia ser um empreendedor. Falei para o meu pai e para o dono da loja que ia ter uma “empresa cheia de computadores”.

Essa frase virou minha obsessão infantil, nos dias seguintes, nas aulas da professora Yasmin eu só falava nesse tal computador e do sonho de ter uma loja. Naquela época, ser empreendedor era algo muito estranho. Todo aluno era formado para ter boas notas, passar em uma boa universidade e fazer uma carreira sólida até a sua aposentadoria. Hoje esse mundo mudou. Empreender é algo acessível a todos que forem estimulados para isso. Aqui no Brasil temos diversas histórias de empreendedores que começaram do nada e criaram grandes impérios, como o Edson Bueno (fundador e presidente da Amil), Alexandre Costa (fundador da Cacau Show), João Doria Jr (Grupo Doria/Aprendiz), entre centenas de outros.

O meu sonho de ser empreendedor também aconteceu, aos 14 anos consegui fundar minha primeira empresa, que alguns anos depois se tornou a “empresa cheia de computadores”. Tive a oportunidade de reencontrar minha professora Yasmin no Facebook e agradecer, por ela, apoiar e sempre me incentivar, enquanto outros professores ao longo do caminho me achavam apenas um louco.

Empreender para o futuro

Não importa se o seu aluno será funcionário ou empreendedor, o que importa é que quando desenvolvemos atitudes e comportamentos empreendedores na criança, ela aprende a ter autoconfiança, capacidade de tomar decisões, de fazer planos e escolhas, liderança interpessoal, cria a capacidade e vislumbrar um mundo cheio de oportunidades e não apenas de problemas ou limitações. Essas características serão válidas em qualquer área que essa criança quiser investir no futuro. É muito válido desenvolver o “empreendedor do futuro”, um cidadão responsável que pode fazer a diferença no seu mundo e dos demais.

Em países como os Estados Unidos, a própria cultura favorece esse ambiente empreendedor, as escolas desenvolvem diversas atividades, estimulam ações de venda e compra, como por exemplo a famosa “barraca de limonada”, pelo “dia da profissão”, pelo próprio ambiente de jovens empreendedores onde os alunos são retroalimentados de exemplos de pessoas que dão certo, etc. Tudo isso ajuda os Estados Unidos a manter a liderança no ranking dos países mais empreendedores do mundo. Posição que o Brasil tem totais condições de se igualar, não acha?

Como o professor estimula o lado empreendedor nos seus alunos?

Acredito que o primeiro passo é deixar de lado o pensamento, que alguns ainda têm, que empreender é algo apenas para “selecionados”. Se existe algo extremamente democrático é o empreendedorismo, você pode ser pobre, rico e ter o mesmo nível de sucesso, se tiver bons incentivadores (Silvío Santos não começou rico), persistência e uma boa ideia.

Não é necessário ter uma matéria de empreendedorismo na escola, se tiver melhor ainda, mas existem diversas forma de incentivar esse lado empreendedor nas crianças e adolescentes. Em todas as aulas podemos passar esse conceito. Seja em história, matemática, ciências ou português existem exemplos que podemos trabalhar. Basta ser criativo. O bacana é o que assunto é multidisciplinar, um trabalho pode envolver diversas matérias. Mostrar exemplos de sucesso, de empreendedores que mudaram o mundo e criaram produtos que usamos até hoje é uma excelente forma de começar o assunto. Mostrar que muitos, saíram do nada, de condições totalmente adversas e fizeram história!

O empreendedorismo como uma atitude de vida

Vale a pena levar esse assunto para discussão no conselho da sua escola, envolver sua direção, os professores e inclusive os pais. Faz parte do seu papel, oferecer uma luz de oportunidade para jovens que talvez não tenham nenhuma.

Criança que sonha é criança que tem uma probabilidade maior de seguir o caminho correto, de fugir das más companhias e das drogas. Minha vida deu sorte por um sonho, que começou cedo e foi mais forte que as pessoas que tentaram destruí-lo. É seu papel dar a chance de sonhar! Estimule o empreendedorismo, como atitude de vida, para seus alunos e para você mesmo!

Muito sucesso.

Um comentário em “Por uma educação que ensina a sonhar. Como o professor pode apontar o caminho certo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECEBA NOSSO CONTEÚDO EXCLUSIVO.